nome blog

Marca assume usar modelos virtuais para suas campanhas de lingerie

06 dezembro 2011

Modelos virtuais da H&M: mesmo corpo, tonalidades de pele e cabeças diferentes (Divulgação

Quando vemos modelos de corpos perfeitos usando lingerie é até normal ficamos um pouquinho deprimidas por não termos a mesma forma física das beldades. Se você der uma olhada no site da marca H&M poderá verificar que por lá também está cheio de modelos lindas e magrelas. Mas nem tudo é o que parece. A marca acaba de assumir que usa mulheres virtuais, ou seja, mulheres desenhadas no computador, para vestir suas peças íntimas. Os rostos, no entanto, sao de modelos de verdade, digitalmente inseridos nos corpos de mentira.

Sim, a marca criou mulheres virtuais com corpos que ficam mais bonitos usando suas lingeries do que ficariam nos corpos de mulheres reais. Mas a marca se justifica dizendo que tudo isso é apenas para economizar com cachê de modelos, cabeleireiros, maquiadores, fotógrafos e assistentes, e ainda, focar a atenção para o produto e não para a pessoa que a está vestindo.

No entanto a H&M vem recebendo fortes críticas que alegam que ela está ajudando a criar uma demanda altíssima da estética feminina na qual nenhuma mulher terá corpo ou rosto ideais para estrelar qualquer campanha.

Com a grande quantidade de edição de imagem que se utiliza nas campanhas de moda hoje em dia, talvez em breve chegue o momento em que as modelos tornem-se mesmo dispensáveis por completo, não é mesmo?

0 comentários: